Fundação Doimo


Mercado de Origem firma parceria com escola de culinária italiana

Empreendimento abre as portas no primeiro semestre de 2020 e promete oferecer novo conceito de alimentação
Fundada em 2008 na Itália, a Italian Food Style Education oferece cursos curtos e longos a cerca de 700 alunos do mundo inteiro a cada ano(foto: Mercado de Origem/Divulgação)
Escrito originalmente Por Geórgea Choucair
postado em 04/08/2019 00:15 / atualizado em 04/08/2019 00:36 | adaptado em 05/08, às 13:27, por Fundação Doimo Notícia original: https://www.revistaencontro.com.br/canal/gastro/2019/08/mercado-de-origem-firma-parceria-com-escola-de-culinaria-italiana.html

Comida com prazer, sabor e saúde. É sob esse tripé que o Mercado de Origem abrirá suas portas, no primeiro semestre de 2020, no bairro Olhos D’água, às margens da BR-040, em Belo Horizonte - num local que é famoso por ter abrigado motéis num passado recente. O empreendimento, que vai funcionar como uma espécie de central de conhecimento, comércio e negócios da agricultura familiar na capital, acaba de fechar acordo de cooperação técnica para a implantação de uma escola internacional de gastronomia ítalo-brasileira no local. > Leia mais: BR-356 vai ganhar o Mercado de Origem

A parceria foi firmada com a escola de culinária italiana Italian Food Style Education, com sede na região de Piemonte, no país “da bota” . A instituição é conhecida mundialmente por possuir alta tecnologia e oferecer um novo conceito na forma de alimentação, assim como uma valorização da qualidade do produtos locais. Fundada em 2008, a  Italian Food Style Education oferece cursos curtos e longos a, aproximadamente, 700 alunos do mundo inteiro, anualmente. “A ideia não é só ensinar gastronomia, mas também a comer e viver bem”, afirma Raffaele Trovato, diretor geral da escola, que esteve em BHpara a assinatura do convênio.

WhatsApp Image 2019-08-05 at 11.42.28

Elias Tergilene, idealizador do Mercado de Origem (dir.), e Raffaele Trovato, diretor da escola italiana Italian Food Style Education: convênio busca integrar o conhecimento da cozinha italiana com a qualidade dos produtos brasileiros(foto: Mercado de Origem/Divulgação)

Os treinamentos no Mercado de Origem estarão abertos para os grandes chefs, claro, e, até mesmo, para cozinheiros amadores. “Queremos integrar, trazer o conhecimento da cozinha italiana e valorizar a nossa”, diz Elias Tergilene, presidente da Fundação Doimo/Grupo Uai, e idealizador do projeto. As aulas práticas serão ministradas no rooftop do Mercado, numa área de 3,5 mil metros quadrados. Já a parte teórica será abrigada no espaço multiuso do Mercado de Origem.

Segundo os idealizadores, a escola italiana foi escolhida para fazer parte do empreendimento por “ter preocupação com a origem dos alimentos, saúde e cuidados nos procedimentos”. Os treinamentos incluirão cursos específicos, como para grávidas, mulheres em período de amamentação e pessoas necessitadas de cuidados individualizados com a saúde. “O Brasil tem matéria-prima de ótima qualidade. Quisemos trazer o que há de melhor na culinária mundial para ensinar as pessoas a prepararem os alimentos sem perder os cuidados com o sabor e saúde”, afirma Elias Tergilene.> Leia mais:
Mercado de Origem, a central da agricultura familiar, será inaugurado em outubro às margens da BR-040

As obras do Mercado de Origem estão em fase final. O local terá 400 lojas onde serão vendidos produtos como cafés, queijos, carnes, frutas, bebidas, doces e artesanato. Foram R$ 40 milhões em investimentos, que resultarão em cinco pavimentos e 14 mil metros quadrados na fase inicial, mais 26 mil na segunda, totalizando 40 mil metros quadrados de área construída. As lojas terão de 20 a 100 metros quadrados.

© 2011-2018